SÃO JORGE DA MATA ESCURA–UMA RESENHA CRÍTICA

Dia de apoio ao cinema nacional… Apesar das entradas serem metade da metade do preço, poucas pessoas estão na fila do cinema…

Não que os filmes sejam ruins, mas é uma espécie de incentivo as avessas, já que ele é na segunda- feira…  E nos domingos as empresas tem certeza que seria prejuízo disputar cinema nacional com os seguidores de crepúsculo e harry potter .

A sala abre   e alguns gatos pingados entram.

E sou um deles.

As luzes já estavam apagadas e começa a balela de desligar o celular que entrará em um ouvido e sairá em outro de quem vai ao cinema por uma questão de imposiçõa cultural e não de forma a apreciar a cultura.

Desligo meu celular.

Após os pedidos jogados ao vento, o logo da globo filmes vem encher a tela pra meu desespero, lá vem coisa, na vem mais um formato novela.

O filme começa com uma animação baseada no traço do Antônio Cedraz, uma música tosca de alguma banda do momento estraga tudo.

A animação dá lugar as cenas das ruas em algum lugar que o diretor de fotografia , impelido pelo patrocinador , resolveu filmar que não é no bairro da mata escura na Bahia.

Uma música mais tosca que a anterior começa e uns sotaques ababobalhados  dos atores da globo simulando o velho esteriótipo que o sul-maravilha tem da bahianada, reverbera nas caixas de som.

O ator que interpreta Jorge é um moreno de nariz fino, lábios finos do jeito que o povo gosta. Sem mencionar que a inexpressividade dele só é derrubada pelos refugos da malhação que contracenam fingindo serem eternos adolescentes perdidos que fizeram escola de teatro apenas pra decorar falas.

Lógico que  Bárbara é aquela atriz que todos nós esperávamos e nem mais convém falar de seu sucesso meteórico após sair de mais uma edição do Big Brother Brasil.

Li no twitter (sim, ainda uso) que gastaram mais na edição que na preparação dos atores, já que a “atriz” olhava muito pra camêra e não pros atores que contracenavam com ela.

Jarsciley é loiro. Que nem na contracapa da primeira edição do livro, mesmo que dentro digam sempre que ele é albino. Se todos os motivos anteriores não me fizeram já ir assistir com um pé atrás, esse Constantine que no quadrinho é loiro e Keanu Reeves interpreta  americano e de cabelo preto me fez realmente ter certeza que adaptações em sua maioria são uma porcaria mesmo.

Cenas de sexo como de se esperar ,  pois quem não quer ver essa morena pelada de novo  e de  novo e de novo e de….

Enfim, me deixa um tanto conservador como foi querer assistir O homem que desafiou o diabo com minha maezinha  e fiquei vermelho de vergonha em todas as partes picantes.

(Ela odiou esse filme… eu? Eu tive vergonha)

Gírias , Gírias, Gírias. Toscas, sem nenhum contexto e quem é esse idiota que vez por outra tenta explicar o que isso que elas querem dizer…Esse personagem de bosta não está no livro! Um tradutor de bahianês socado no filme é foda né?

Onde é que está os cortes falando de Oxóssi? Cadê?

Jorge é  preso (Isso não é spoiler, fica na tua) , cena da perseguição como sempre com cortes rápidos, e música tecnoaxédancefunkpscicodeliahardcoreragga e os filmes não saíram mais da mesma após Cidade de Deus… faltou a galinha.

As cenas que entremeavam a Bahia que o turista não conhece foi pro espaço e já, já, São jorge lá na lua talvez assista nos extras do DVD, mas acho difícil.

Jorge na cadeia com atores que se esforçam ao máximo em não parecerem presidiários…

Quem é esse? Chefe do PCC bahiano? Que sotaque é esse? Chico Bento com qualquer personagem do Cedraz? 

Rebelião na prisão? Jorge espancado? Ah! Motivo pra viajar na batatinha e mostrar sobre Oxossi, São Jorge e etc….

Advogado salva Jorge? Dá endereço da Bárbara?

humm melhor parar por aqui….

Vou no banheiro no intuito de não saber tantos detalhes e estragar pra quem ainda quer assistir…

Voltei já no final, com Jorge enfrentando Jarsciley e meu deus! Não puseram nem a Fernanda Abreu nem os Racionais pra trilha sonora!

Isso sim é um spoliler!! Puseram Faroeste caboclo ! Com o Jorge tentando se desviar das balas com o bebê no braço!

Renato Russo deve estar querendo fazer um Zombie Walkie agora em direção a Globo Filmes , seja lá em que inferno isso seja!

Meu deus! Que ator chinfrim foi esse que puzeram como o de menor que quer ser o bambambam, porque todo “sucessor” no tráfico é sempre o pior ator pra isso no  Brasil? Caramba, se ele será pior que o antecessor , não era pra ser mais fodão? Saudade do Scarface…

A música vai parando, as mulheres vão chorando no cinema e eu me contorcendo na poltrona : trash! trash trash!

E bárbara, a chifruda arrependida , corre aos braços de quem ela fudeu a vida toda…

E o resto? Bom, o resto me remete a uma conversa com uma pessoa em 2011 , no mês que fomos ao FIQ em BH . Eu tentei convencê-la que filmes de super-herói eram uma porcaria.

Hoje eu percebo que muitas adaptações por pura e simples falta de idéias do  cinema , são também porcarias, pela globo filme a coisa complica mais.

Saí do cinema , já esperando aplausos daquilo ali,  e fui pra casa assistir meus antigos DVDs originais do Anti-Herói Americano, o Procura-se Amy e se acham que não curto filme nacional , mela décima vez , assistir Durval Discos .

Mesmo assim, praqueles que já me conhecem ainda recomendo essas coisas simples:

Quer ler Sylvia Plath? Leia no original

Quer ver uma boa obra nacional? Faz favor , leia o quadrinho*.

E o álbum SÃO JORGE DA MATA ESCURA , de Marcelo Fontana & André Leal nunca será superado  por qualquer filmeco peseudo culturalóide de cieneastas medíocres pau mandado de produtoras.

Abaixo , deixo vocês com meu autógrafo e a capa do Livro , que trouxe do 7° FIQ (2011)

são jorge capasão jorge web

Miguel Rude

Dezembro de 2016

P.S.: meu revisor ortográfico não funciona pra essa plataforma, e estou morrendo de sono pra ter paciência pra corrigir qualquer coisa, mal sei como enviar isso pra web, espero que vá pro Blog certo.

 

* http://quadro-a-quadro.blog.br/?p=7177

Anúncios

6 comentários sobre “SÃO JORGE DA MATA ESCURA–UMA RESENHA CRÍTICA

  1. Beleza Rude, também acho que adaptar uma obra não é adulterá-la… Quando o enredo e os artistas emprestados às almas dos personagens não extrapolam o real sentido da obra adaptada, dá nisso… Não lí o álbum e nem ví o filme mas, pela sua resenha a adaptação tá uma m…

  2. Grande Miguel, muito obrigado pela crítica, achei sensacional este formato “pós-livro”, em que você disse sem dizer o que todos já sabem: o livro é melhor que o filme. Eu sou muito caseiro mas gosto de viagens. Grande abrazzo meu rei !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s