E FOI NAS REDES SOCIAIS QUE ME PERDI…*

I

A tanta coisa pra dizer que ninguém quer ouvir

A tanta coisa pra sentir que ninguém me permite

A tanta coisa pra perdoar que ninguém se lembra

 

A tanta coisa pra esquecer  que todos recordam

 

A tanta coisa pra se permitir que eu mesmo me nego.

II

Eu não estou revoltado…

Eu estou confinado

Eu sou um viciado

E apenas estou me permitindo querer viver o que nos negamos, trocamos, disperdiçamos & relevamos em momentos errados..

 

*Madrugada sem sono (novidade), refletindo sobre essa letra:

 

Composição: C. Trevisan

Falta tanta coisa na minha janela
Como uma praia
Falta tanta coisa na memória
Como o rosto dela
Falta tanto tempo no relógio
Quanto uma semana
Sobra tanta falta de paciência
Que me desespero
Sobram tantas meias-verdades
Que guardo pra mim mesmo
Sobram tantos medos
Que nem me protejo mais
Sobra tanto espaço
Dentro do abraço
Falta tanta coisa pra dizer
Que nunca consigo

Sei lá,
Se o que me deu foi dado
Sei lá,
Se o que me deu já é meu
Sei lá,
Se o que me deu foi dado ou se é seu

Sei lá
sei lá
sei lá….

Vai saber,
Se o que me deu , quem sabe?
Vai saber,
Quem souber me salve
Vai saber,
O que me deu, quem sabe?
Vai saber,
Quem souber me salve…

http://letras.terra.com.br/trevisan/1069815/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s